quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Fim.

Numa face invadida pela água salgada,faltam-me as asas...
As asas para voar e apenas parar num ninho seguro...
Um ninho quentinho e reconfortante,onde não pense no dia de ontem,hoje ou amanhã..
O que foi,não voltará a ser...
E...
Tudo termina assim...a minha vida sem ti!


É o fim deste blog...nada mais há mais a dizer!!!!

Um grande obrigado a todos aqueles que durante este tempo o leram e foram comentando...

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Há momentos...

Há momentos na vida em que sentimos tanto
a falta de alguém que o que mais queremos
é tirar esta pessoa dos nossos sonhos
e abraçá-la.

Sonha com aquilo que quiseres.
Sê o que quiseres ser,
porque possuis apenas uma vida
e nela só se tem uma oportunidade
de fazer aquilo que se quer.

Tenha felicidade bastante para fazê-la doce.
Dificuldades para fazê-la forte.
Tristeza para fazê-la humana.
E esperança suficiente para fazê-la feliz.

As pessoas mais felizes
não têm as melhores coisas.
Elas sabem fazer o melhor
das oportunidades que aparecem
nos seus caminhos.

A felicidade aparece para aqueles que choram.
Para aqueles que se magoam.
Para aqueles que buscam e tentam sempre.
E para aqueles que reconhecem
a importância de lutarem pela pessoa que querem a seu lado.

Só terá sucesso na vida
quando perdoar os erros
e as decepções do passado.

A vida é curta, mas as emoções que podemos deixar
duram uma eternidade.
A vida não é de se brincar
porque um belo dia se morre.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Preciso...

Sinto-me sozinha...
Preciso de companheirismo,
Preciso de sorrisos,
Preciso de abraços,
Preciso de motivação para concretizar os sonhos,
Preciso de alguém que me enxugue as lágrimas,
Preciso de alguém que me queira com toda a certeza,
Preciso de alguém que me ame com mais certeza ainda.
Preciso de alguém que queira estar a meu lado,
Preciso de alguém que me compreenda,
Preciso de alguém que me apoie,
Preciso apenas de alguém que caminhe a meu lado e na mesma direcção que eu!

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Aceita-me...

Aceita-me como eu sou.
Não venho com garantia...
nem tenho a pretensão,
de ser alguém perfeita.
Toda a perfeição não posso ter.
Eu sou como tu:
sou da espécie humana,
sou capaz de errar.

O erro não é falta de personalidade
e errar faz parte da Natureza Humana.
Eu vivo. Eu sorrio. Eu também aprendo!
O meu conhecimento é incompleto.

Assim, aceita-me como sou!
Porque eu sou só eu.
Apenas eu.
Não há ninguém igual a mim no mundo.
Esta é a única garantia que dou.

É assim que eu me sinto.
Eu tenho um coração.
Abre-o e vê-o!
Por favor, cuida bem dele.
Ele é tudo o que eu sou...

domingo, 5 de setembro de 2010

O que adianta...

O que adianta um amor que pode quebrar barreiras se ele não se manifesta?
O que adianta um amor eterno se não o demonstras?
O que adianta um amor se não sabes o que é o amor?
Às vezes apetece-me dizer-te para não falares, não te quero ouvir....
Fazes-me sofrer tanto com o que dizes, se tivesses noção, mas eu quero ser sempre forte e aguentar tudo o que me dizes...mesmo que depois me faça chorar.
Importa-te apenas o que tu queres e o que te apetece fazer...
Ninguém que saiba realmente o que é amar alguém,confunde um amor com uma paixão...nem sequer é capaz de dizer que ama alguém quando não o sente.
"Amo-te"..palavra tão complicada de se dizer,"amor"..sentimento tão difícil de se sentir...sai do fundo do peito,como é possível que os consigas banalizar?

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Faz-me falta...

Faz-me falta o alinhar e o desalinhar,
Faz-me falta o falar e o olhar...
Faz-me falta o sorrir e o dividir,
Faz-me falta sentir a tua sinceridade e a tua vontade
Faz-me falta o sonhar e a motivação,
Faz-me falta o acordar e sentir o palpitar do teu coração...

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Entras-te na minha vida como um relâmpago
E nela permaneces-te como um pilar...
Um pilar de sonhos, de realidades, de amizade,carinho,amor...e sorrisos.
O brilho dos teus olhos era a lua que iluminava as minhas noites
A tua respiração o cheiro do ninho que nos aconchegava
O teu toque e o teu beijo, o sol de cada dia que não raiava sem eles...
O teu sorriso e o teu abraço, a alegria do que sempre quis...
Os desabafos, as juras e promessas...não passariam de palavras soltas ao vento?
Palavras que repetes a outra pessoa,sonhos e promessas que voltas a imaginar e só muda a pessoa?
Pode-se evitar que tudo se perca,basta que se queira,se mostre e se faça por isso...não quando o intuito é vingança e magoar o outro,mas sim quando se quer deixar de ilusões e se reconhece que já se magoaram,mutuamente,o suficiente.
Não é preferível tentar uma outra oportunidade,a arrepender-se de não ter tentado? Como pode alguém viver em tranquilidade consigo próprio quando prefere desistir sem saber o que vai acontecer a seguir?

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

SOFRER POR AMOR

SOFRER POR AMOR

Sofrer por amor é dor que arde.
Na carne, essa dor, será mais sofrida.
Sofrer por amor não se retarde,
Mais tarde essa dor será mais sentida.

Não há dor que por prazer se guarde.
Guardo a felicidade que levo da vida!
Mas se essa dor chegar mais tarde,
Se tarde e guarde para depois da ida.

E se Deus quiser que morra de amor,
Me leve desta vida em primeiro lugar,
Prefiro morrer que viver nessa dor.

Perguntem à alma se prefere ficar.
Decerto irá dizer ao corpo que não.
Então, subitamente, que pare o coração.


Rogério Martins Simões

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Dia Infeliz...!!

Como fui capaz de perder quem me dava o ar para respirar,quem me dava o sorriso mesmo quando as lágrimas corriam...
Não quero festejos,não consigo,nada há a festejar....
Tanta coisa em comum...

Quero simplesmente ficar,não me mexer e rodear-me da água salgada que me molha os lábios...
Não queria acordar...preferia permanecer a dormir e não sofrer a ausência,a indiferença...

É um sofrimento silencioso, um sorriso eterno, um olhar fixante... É um pensamento discreto.

"Aprendi que se aprende errando
Que crescer não significa fazer anos
Que o silêncio é a melhor resposta, quando se ouve uma coisa má
Que amigos conquistamos mostrando o que somos
Que os verdadeiros amigos ficam sempre conosco até ao fim
Que a maldade se esconde atrás de uma bela face.

Que não se espera que a felicidade chegue,mas se procura por ela
Que quando penso saber tudo ainda não aprendi nada
Que a natureza é a coisa mais bela
Que amar significa dar-se por inteiro
Que um só dia pode ser mais importante que muitos anos
Que se pode conversar com as estrelas
Que se pode confessar com a lua
Que se pode viajar além do infinito
Que ouvir uma palavra de carinho faz bem á saúde

Que dar um carinho também faz...
Que sonhar é preciso
Que saber perdoar é importante
Que se deve ser criança a vida toda
Que ninguém proíbe nada em nome do amor
Que o julgamento alheio não é importante
E finalmente,aprendi que não se pode morrer
Para se aprender a viver...."

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

.LV.

Invade-me um último suspiro de desespero,
sinto-me perdida...
Ir ou não ir,
estar ou não estar...
Eis a questão...?!
Mas há uma que se sobressai...o meu sentimento por ti!!!
Inalterável e inigualável...
Entre desilusões ou mágoas existem as lembranças de felicidade,
de momentos rodeados de gente mas apenas NÒS.
A confiança e cumplicidade...
Os olhares ou sorrisos...
As brincadeiras ou cantorias...nada acontece em vão.
Há que ter a capacidade de dar uma segunda oportunidade e acima de tudo querer ver a mudança.
"Não consigo estar sem saber de ti"..."Eras tu a tal"...""Sempre foi contigo que sonhei tudo"...""Sinto que não me consigo afastar de ti"...
Lembras-te de me dizer isto???
Nada é dito em vão...não este tipo de palavras..não depois do que vivemos planeamos e concretizamos...Há muito mais ainda a fazer!

domingo, 25 de julho de 2010

Quando se perde alguém...



tentei, tentei esquecer
é bom, é bom rever
que o tempo fez-me ver
que tudo voltaria a acontecer
mas diz-me (diz-me)
que me queres
faz (faz)
quando quiseres(quando quiseres)
vem pra mim
vem
porque quem ama não quer saber
se o amor dói ou faz sofrer
quando se perde alguém

saberei conquistar
a tua luz devagar
mas tudo bem
para mim
porque o amor
só pode ser assim

queria pensar,queria pensar
queria pensar
oh queria pensar, queria pensar
mas diz-me (diz-me)
que me queres
faz (faz)
quando quiseres(quando quiseres)
vem pra mim
vem
porque quem ama não quer saber
se o amor dói ou faz sofrer
quando se perde alguém
quando se perde alguém

tu
vem pra mim
tu
és assim
tu
vem pra mim
tu
és assim
tu
vem pra mim

sábado, 17 de julho de 2010


Nas horas que espero,desespero...
Não sinto o bater do teu coração junto ao meu,,
Não sinto a suavidade da tua pele a tocar-me..
Só preciso da tua atenção e do teu doce coração...
Tento beber a essência que há em ti mas afastas-me..
Não me dás sequer espaço para poder sentir os teus lábios por um segundo...
mas mesmo assim...sinto-me contente e mantenho-me a teu lado...
Contente por te ter ao meu lado,contente por te ouvir...
Acho que ainda tenho aqui um beijo teu estampado na palma da minha mão... vou aproveitá-lo para dar luz ao novo dia – afinal de contas está toda a gente a contar que o Sol acabe por chegar... como se esse insuperável milagre fosse tão certo como a nossa Saudade.
Perco-me pelas tuas curvas enquanto dormes... guardo-te como a noite e quase não respiro para não perturbar a tua figura que se estende sob os meus dedos.
Tu és a minha noite que faço raiar.
Em cada fio dos teus cabelos vou alongando o silêncio e sou este dia que nasce de ti: para te rodear a cintura num gesto seguro e nunca te deixar cair do Abismo.
Posso mover montanhas e traduzi-las em gotas de suor escorrendo-me da pele. É assim que nasce o Mar onde tu sonhas.

quinta-feira, 8 de julho de 2010

.

Perdoa a minha pressa, mas preciso te dizer
Se receber este bilhete por um tempo não vai mais me ver
Estou partindo agora e aonde eu vou você não pode ir
Não chegou a sua hora, seja forte tente resistir

não dá pra me amar, já não pode me tocar

Você tem que seguir, seu caminho sem mim
E pra esquecer da gente, olhar pra frente um conselho vou dar

Guarde uma foto ou duas, um perfume, algo assim
Jogue fora o resto pra não se lembrar mais de mim
Com o tempo as coisas voltam a rotina normal

Só uma coisa nunca mais vai mudar
Quem ama uma vez não deixa de amar

Você tem que seguir, seu caminho sem mim
E pra esquecer da gente, olhar pra frente um conselho vou dar

Guarde uma foto ou duas, um perfume, algo assim
Jogue fora o resto pra não se lembrar mais de mim
Com o tempo as coisas voltam a rotina normal

Só uma coisa nunca mais vai mudar
Quem ama uma vez não deixa de amar

Vou fazer uma promessa, um dia eu volto a te encontrar
No momento adeus, se cuida, de quem sempre vai te amar
Em PS não esqueça de seguir o que eu pedi...
Guarde uma foto ou duas, um perfume, algo assim

Guarde uma foto ou duas, um perfume, algo assim
Jogue fora o resto pra não se lembrar mais de mim


Guilherme & Santiago

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Deixa-me...

Deixa-me olhar-te, pegar-te na mão,
voar contigo para longe nas asas do coração.
.
Deixa-me ouvir-te, contar-te segredos,
deixa-me soprar para bem longe os nossos medos.
.
Deixa-me sorrir-te, fazer-te sonhar,
pedir-te um beijo e dar-te mil sem hesitar.
.
Deixa-me falar-te, das coisas que há para ver,
levar-te a lugares onde iremos renascer.
.
Deixa-me tocar-te, mergulhar na tua essência,
mostrar-te o vazio que preenche a tua ausência.
.
Deixa-me pedir-te que não deixes de ser assim,
infinita luz de brilho que agora habita em mim.

terça-feira, 22 de junho de 2010

Quero ir.

Sinto-me incompreendida,sufocada,desgastada...
Apetece-me beber e forçar-me a sentir de outra forma.
Não consigo fazer as coisas como quero e nem sequer lidar com isso,
Estou farta,irritada,desmotivada...
Fodasse
Apetece-me sair e assumir outra identidade,
Respiro fundo e o ar parece entrar nos pulmões a tanto custo,
Que por momentos sinto-me desfalecer.
Chama-se ansiedade,angústia...
A minha cabeça dá voltas e revoltas sobre as mesmas coisas,
Deixou de haver sincronidade entre o pensamento e o acto.
Quero ir,
Não quero pensar...
Quero fugir...
E não mais voltar!

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Não precisas de presentes
Nem rimas, nem flores, nem nada
Basta trazeres o que sentes
E chegares de madrugada.
.

Perde as mãos pelo meu corpo
Faz-me calar com um beijo
Como se eu fosse o teu porto
E tu meu mar de desejo.

.

Deixa falar a paixão
Não faças juras de amor
É só carinho e tesão
Suor, gemidos, calor
.

Enrosca-te no meu seio
Os corações a bater
Sem confusão, sem rodeio
Mais simples não pode ser.

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Palavras soltas

Quando fecho os olhos
consigo ver aquilo que vai para além de mim,
aquilo que incomoda a minha alma
mas que o meu olhar não deixa ninguém ver!

Acredito na extensão do sentimento
que nos faz criar, desejar e por vezes suportar
o mais silencioso sofrer de um coração
obrigado a viver num mundo solitário.

Mas mais importante do que eu,
do que tu, ou do que outro qualquer
é mesmo viver e acreditar
que chegaremos ao mais intenso patamar da felicidade;

Na distancia desta vida encontraremos com toda a certeza
aquilo pelo qual valeu a pena viver
resta esperar, acreditar e simplesmente ser feliz!

terça-feira, 18 de maio de 2010

Vem morrer vivendo nos meus braços

Vem morrer vivendo nos meus braços,

Preenche com meu colo teus espaços

Do avesso do meu não, faz o teu sim

Vem poetar de amor dentro de mim...

Grita o aroma rubro do desejo em flor

Perde teu gosto fulvo desta pele em cor

Pensa nas sombras de gemidos vãos

E fazer de meus lábios tuas mãos...

Sente meu toque no teu toque exangue

Vive meu gozo em teu próprio sangue

Dá-me teu beijo para que eu afague

Dá-me teus olhos para que eu me afogue

Teu pensamento onde minh'alma cabe

E que meu corpo no teu corpo acabe !

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Ponto de viragem...

As lágrimas teimam em correr..será desespero,frustração,medo?
Tento guardá-las só para mim,mas a barreira desmorona-se...Não consigo controlar aquilo que raros têm oportunidade de presenciar.
Uma vez conquistado aquilo que me fazia falta,continua a faltar-me algo...Será que existe tudo num só?
Toda a estabilidade,o carinho,o amor,a preocupação...a camisola despida para me resguardar do frio...tudo aquilo que construimos e sonhámos...
A importância que tenho para ti e que te move a revirar o mundo para me dar tudo o que quero,os projectos que tinham tudo para serem realizados..realizações minhas que abraças-te como se fossem tuas...
Poderá mais alguém compreender-me tanto?
Poderá mais alguém estar disposto a partilhar comigo as minhas ambições,como tu estás?
Envolveste-te nos meus sonhos e tornaste-os teus também...deixou de haver o eu e tu,passamos a nós...o meu ou teu passou a nosso...(coisa tão linda que nunca tinha partilhado!).
Sempre que precisei ou preciso,tu estás lá...sempre!...seja o que for que seja necessário.
Para ti estou acima de tudo,merecerei isso?!
Difícil de explicar quando conseguimos aquilo que tanto procurávamos mas nos continuamos a sentir incompletos.
A cada viagem,cada loucura,cada lágrima,cada sorriso,em cada erro meu...estás lá...Sempre a apoiar-me incondicionalmente.
Custa-me ver-te chorar...não mereço toda essa adoração...

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Momento


De onde vens?
Explica-me com que intenção permaneces?
Viaja no meu intimo e descobre quem sou eu...
Dá-me um porto de abrigo e eu dou-te o que é meu.
Fecho os olhos...
Vislumbro um pôr do sol de forma tímida e comedida...
É o mote ideal !
Roubo-te um beijo,apenas presenciado pelas ondas
que se esgueiravam por entre as rochas...
Um toque...meigo? Sensível? Intenso?
A excitação acumulada nas palmas das mãos,
nos dedos que te percorrem..
Deixo-me ir pelas sensações...
Gosto de tocar-te...sentir o macio da tua pele.
Os teus dedos escorregam por cada fio do meu cabelo,
O teu olhar perde-se...
Não há mais lugar para a razão ou para poder voltar atrás,
Tudo isso dá lugar ao impulso,
ás palavras impensadas...
Aos actos irreflectidos...
Tão bons de ser sentidos.
Perdida na tua respiração que me faz estremecer
Perdida entre o querer possuir-te,rápida e lentamente...
De forma selvagem e meiga...
O tempo passa e voamos no movimento nú e crú da entrega,
O movimento de dois corpos quentes e suados,
Encaixados como se dançassem uma música apenas sua...
De duas bocas que não se libertam
A não ser para saborearem outra parte,
Numa dança de sedução e provocação...
Feliz momento fugaz...!

terça-feira, 27 de abril de 2010

Quero...

Apetece-me correr...vaguear por entre a multidão...
Concentrar-me em mim e seguir...
Não deixo que captem a minha atenção
Nem quero saber das suas energias..
Quero apenas sentir-me a mim!

Não quero sentir-me presa,
Não quero sentir-me sufocada,
Não quero discussões,
Não quero dar justificações!

Quero voar,
Deixar-me ir...
Quero sentir,
Deixar-me vir...

Sentir o vento na cara e o calor pelo corpo,
Sentir-me viva e não politicamente correcta.

Quero alegria,quero entusiasmo,quero felicidade...não quero só responsabilidade,quero ser inconsciente...
Quero seguir sem rumo,sem horários a cumprir,sem obrigações...quero relaxar,apanhar sol e dormir pela praia.
A luz de uma tocha,cigarros e álcool iluminam o necessário...um banho de madrugada...e ali estou eu,a sentir-me EU!

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Há desilusões que nos destroem por completo.Daquelas desilusões que conseguem ir tão fundo que nem os sonhos ficam intactos. Dói!
Dizem que nos fazem mais fortes...é o que se diz por aí nesta sociedade que gosta de se esconder atrás da mediocridade assim "ficas mais forte"... É sempre uma boa desculpa para qualquer erro...Mas há sentimentos que não deviam ser abalados.
Quando é o amor que nos trai, é verdade que dói e que nos faz desacreditar...Mas pior é a amizade! Quando a amizade nos trai, tem a capacidade de nos fazer desistir de acreditar...e torna-nos mais fortes (mais solitários?).

Enquanto por um lado é fácil pensar "não era a pessoa certa para mim" é quase impossível pensar "não era a amiga certa para mim". Não há amigos certos, há escrúpulos e respeito.Há deveres e vontades. Qualidade e defeitos. Há altruísmo e sobretudo sinceridade!
Revoltante revoltante é o facto de termos de reformular o conceito de amizade só porque alguém errou e não tem capacidade de assumir que é um ser humano e errou mas continua a ter a capacidade de nos mostrar que somos seres humanos tão manipuláveis que são capazes de nos fazer sentir culpados de erros que afinal são os deles...

De qualquer forma... há sonhos que sobrevivem a tudo. E apesar de tudo há pessoas que nos lembram que vale a pena.
O importante é sair o mais intacto possível,mesmo sendo impossível sair totalmente intacto, e continuar a acreditar e a ter vontade de acreditar. Porque se há quem se esqueça de nós por eles, também há quem se esqueça deles por nós...

terça-feira, 20 de abril de 2010

Leva-me

Dá-me vontade de te tocar.
De sentir a veemência do teu ser,
a grandeza do teu desejo.
Dá-me vontade de te cheirar.
Inalar o aroma da tua essência,
o bálsamo à minha volúpia.
Dá-me vontade de te olhar.
Contemplar o teu corpo,
descobrir ao teu ânimo.
Dá-me vontade de te provar.
Saborear todos os teus sabores,
deleitar-me vagarosamente.
Dá-me vontade de te ouvir.
Escutar os teus gemidos,
as tuas palavras sem nexo.
Dá-me vontade de te ter,
de te possuir,
de te raptar,
de te prender ao meu corpo até saciar esta fome,
que tenho de ti.
Leva-me...

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Hoje abandonei-me ao vento

Hoje abandonei-me ao vento,
deixei-o passar pelos meus cabelos
e inalei o teu imenso alento.
No corpo despojei-me de todas as mágoas
e deixei-me enfeitiçar.
-
Sabia bem que estivesses aqui,
que me desses a mão e me abraçasses.
Sentavas-te a meu lado e sorrias.
Sorrias sempre que eu abrisse
os olhos do pestanejar lento.
-
Sabe-me bem a tua voz a recuscitar
aos pulos este coração outrora demente.
Deixa-te estar pertinho do meu ouvido.
Deixa-te ficar pertinho do meu coração
enquanto ele te fizer sorrir.

terça-feira, 13 de abril de 2010

Trata a vida por TU !!




Este vídeo mostra todo o ambiente de alegria vivido naquele workshop.Arrepio-me de me lembrar de todas as sensações indescritíveis,sentidas ali.Sinto-me contente...não sei bem o que se passa mas acho que tudo mudou desde sexta feira. Serão efeitos do TVTU? Provavelmente sim! Seja lá o que for,fez com que uma força se apodera-se de mim...sinto-me viva,cheia de força,garra,alegria e boa disposição. Parece-me que foi desta que tudo mudou,e que se virou a página há muito desgastada de tantas palavras e tantas lágrimas a esborratar o que lá estava de bom.
Toda aquela adrenalina provocada pela música,pelo conjunto de energias e boa disposição que ali estavam concentrados,deixaram-me eufórica. Vou voltar a viver,sorrir,dançar...fazer tudo aquilo que sempre me fez sentir EU.
Achei que tinha perdido isso mas afinal estava apenas tudo adormecido,á espera do momento certo para catapultarem cá para fora.
As lamentações não trazem ninguém de volta,nem os outros estão importados se nos magoaram ou não,se choramos por eles ou até se precisamos da sua ajuda...são demasiado egoístas para conseguirem olhar e ver alguém para além deles próprios.
Projectar o futuro,solucionar e agir...as três palavras que mudam toda uma visão que estava viciada.

Um imenso obrigada Daniel Sá Nogueira...por essa voz cheia de força,por essas palavras de incentivo a um mundo melhor e a que cada um de nós faça o que realmente gosta :)

segunda-feira, 12 de abril de 2010

.Nó.

Hoje tenho um laço na cabeça,
e no corpo, um manto de fitas e rodilhos
nas quais te amarro e te prendo a mim.
-
Ofereço-te o meu corpo e a minha alma,
a minha vida que se enrola na tua
e um livro em branco.
-
Dentro dele escrevo as notas dos passos
e os nós que os novelos teimam
em deixar dentro de mim e ti.
-
Toma-me sou tua, pega em mim com jeitinho,
espreita para dentro dos meus olhos
e desata-me com carinhos e meiguices.
-
Sou Tua, Serei Tua sempre que me quiseres,
neste nó de fita rosada que nos une,
estarei sempre a caminhar a teu lado.
-
Amor, Meu amor dá-me de prenda um nó,
Um nó que me impeça de sair do teu lado
e me faça enternecer até ao último dia.

quinta-feira, 8 de abril de 2010

.Sei.

Eu já sei de cor e salteado os teus desejos
Sei de cada manha que te assanha e põe aceso
Como um livro aberto que conheço o conteúdo
Certo desse enredo eu me enredo e te desnudo
Página por página te abro e te folheio
Palavra por palavra te devoro e te releio
Sei de trás pra frente teu direito e teu avesso
Leio nos teus olhos tudo do começo

Sinto cada frase do teu corpo em minhas mãos
Minha boca te percorre sem qualquer pontuação
Leio cada frase sem pressa lentamente
E quando chego ao fim volto e então de trás pra frente
Cega nesta entrega fecho os olhos tudo vale
Como se teu corpo fosse todo escrito em Braille
Pois te aprendí como a lição que o corpo ensina
Na palma da mão na ponta da língua.

quarta-feira, 7 de abril de 2010

A viagem.




E assim começou...um duplo click e começamos a falar.As nossas conversas rapidamente me despertaram interesse e curiosidade.Partilhamos a música que ouvimos,fazia perguntas,muitas...quer descobrir quem está do outro lado e eu também.Retribuo a curiosidade e a ansiedade cresce.O querer estar sempre ligados...as conversas sem fim.O tempo voa.A vontade de passar do virtual á realidade aumenta.A cada dia que passava sentia mais vontade de falar com ele e de o conhecer melhor.As conversas eram superficiais,mas muito interessantes e viciantes.Ambos íamos ali já com o propósito de falarmos novamente.Provoca-me,o jogo de sedução começa.A vontade já era tanta que não aguentávamos esperar até á noite e trocamos então os números de telemóvel.Queríamos saber tudo o que um e outro fazia,com quem estava...As mensagens eram constantes,os telefonemas apenas para ouvir a voz sucediam-se. Acordavamo-nos de madrugada com o intuito de adormecermos na voz um do outro.Começávamos a saber o dia a dia de cada um e a vontade de estar com ele começou a tornar-se incontrolável.Faziam-se promessas de eternidade,planos de uma vida...discutiam-se os detalhes.
Quando parámos para pensar no que nos estava a acontecer,vimos que o que nos unia era mais forte do que julgaríamos até então.Foi uma ligação forte e dávamo-nos bem em todos os sentidos.Foi um romance arrebatador - ele era atraente,inteligente,com sentido de humor...O meu tipo de pessoa ideal.Estava apaixonada.Há uma ligação que não consigo explicar.

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Sinto falta...

Sinto falta do teu cheiro,
do teu toque em meu corpo,
tão acostumado com as tuas mãos...
Sinto falta do beijo,
tantas formas desse beijo,
que interpretava o momento:
Terno, amoroso, prazeiroso...
Ápice de tantos diferentes prazeres,
Meu corpo com um vazio,
sente falta do teu.
Meus momentos de desejo,
de buscas...por ti!
Lembranças convivem,
de cada momento vivido,
Palavras,
apertos,
O meu corpo junto ao teu...
Expressões sem nenhum padrão clássico,
Coisas boas de ouvir...
Personagens do momento,
daquele momento de prazer...
Sinto falta de tudo,
Meu corpo te busca por vezes,
somente em pensamento...
Nesses momentos, as viagens são nítidas...
o toque quase sentido,
o cheiro? sinto-o no ar,
Cheiro de amor,
cheiro de perfume só teu...
Aroma do querer,
do se dar,
de te receber...
No futuro, não temos que ter histórias para contar,
Viveremos uma bela história,
eu, tu e o amar...
Sinto tanto a tua falta!!!!!!

quinta-feira, 1 de abril de 2010

23:59


É bom estar,viver,sentir...

voar ao som de palavras que nos levam á eternidade...

De músicas que ficam na história,

de fotografias inesqueciveis...

Momentos,breves instantes em que

a noção de tempo e realidade se anulam...

Em que a felicidade assume o seu papel com toda a plenitude,

beleza e brilho tão próprios...

Uma onda, uma lua espelhada no mar,

uma música,uma dança...

Um pedido de casamento e uma pessoa que passa

enquanto dois copos de champagne se cruzam...

Umas horas de descanso pouco antes do sol se apresentar,

onde se pedia que a noite permanecesse...

Uma meia de leite e um croissant á beira mar,

Um sorriso,um olhar e

uma palavra que rumam pelo infinito...

Um passeio pelo túnel,uma fatia de pizza...

Um abraço ou um agarrar ao colo,

Um beijo...uma despedida.

quarta-feira, 31 de março de 2010

Não se perde o orgulho,mas perde-se as coisas boas que se tem...
De vez em quando surgem uns rasgos do que já se foi um dia,mas sem nitidez.
Não se perde a necessidade de magoar os outros,mas resolve-se pedindo desculpa...Não chega!

Não me surpreende mas deixa-me um pouco triste...Hoje fazes de mim quem não sou,é mais fácil para ti veres-me assim?

Enfim...as pessoas continuam a fugir do que os incomoda,continuam a não ser totalmente sinceros com os outros...que engano.
Simplificaria tudo explicar em vez de insultar,rir em vez de gritar,amar em vez de discutir.

De nada vale fugir ou sequer fingir...de nada vale chorar em vez de lutar.
Oiço-te chorar e por momentos apetece-me abraçar-te....mas não, a tua teimosia não o permite.
Assenta-te bem o refilar mas não percas a razão...não percas a sensatez e a capacidade de dialogar.

Não sou moralista nem sequer quero sê-lo,gosto de ser assim...umas vezes certa,outras errada...umas vezes ingénua e muitas outras rebelde. Seduzir,chorar,refilar,ateimar,sorrir,fitar...ser forte e tantas outras vezes frágil,mas ser eu e não uma fachada que construi para me defender.

Porque deixas-te de existir!

terça-feira, 30 de março de 2010

Ordinary World






Para os depressivos,desequilibrados ou mesmo obcessivos que não têm o dom de viver a vida com um sorriso,preocupem-se em serem felizes. Olho para vocês e sobe-me o ego,pobres de espirito que não sabem sequer o que cá fazem...já que lêm o que escrevo,dediquem algum tempo a lerem também algo que faça de vocês pessoas normais. :)

(post para quem me deixava comentários ordinários!!!!)

quarta-feira, 24 de março de 2010

Foi bom..

Não tenho medo...deixo isso a cargo dos fracos de espírito...esses que se acobardam atrás do silêncio ou da mentira.
Sou mais do que isso...tenho mais valor do que aquele que me dás...
Vou buscar força no que me deita abaixo
No que me desilude
No que sei que sou e no que faço...
Estou enquanto quero estar e não enquanto queres.
Desenhos animados ou borboletas,
Todos eles têm um dia o seu último episódio
Faço o que prometo,
Não para te satisfazer,
Mas porque dou valor e credibilidade á minha palavra.
Choro,grito,amuo...Sou forte ou frágil?
Foi bom...
Sentir o teu calor,
Foi bom...
Ter-te a meu lado,
Foi bom...
Sentir o teu sabor,
Foi bom...
Ter-te apaixonado.

terça-feira, 23 de março de 2010

Preciso de ti



Mais uma magnifica música de Rita Guerra...

segunda-feira, 22 de março de 2010

Vidas dúbias...



Detesto sentir que não há verdade,detesto quando não há esclarecimentos...
Não gosto quando não percebo as acções ou quando chego á conclusão que não condizem com as atitudes...
Medo? Vergonha? Falta de confiança em si?
Ao esclarecermos os outros,talvez nos esclareçamos também a nós...só depois disso nos podemos sentir tranquilos.
A tranquilidade é essencial para uma mente sã,para uma vida plena!
É tão fácil pormos-nos com o ego lá em cima e assim iludirmos-nos que estamos a salvo de que alguém nos magoe,sem perceber que com isso nos vamos derrotar a nós próprios....que isso nos levará a tomar atitudes diferentes do que queremos na realidade e que perderemos mais do que ganhamos.
Levar uma vida repleta de confusão será viver?
Traçar objectivos e não lutar por eles será enganar-se a si próprio ou pura cobardia?

sexta-feira, 19 de março de 2010

Difícil é ir contra nós mesmos...


Não consigo articular o pensamento com a acção...quero mais,preciso de mais...quero tudo a que tenho direito e muito mais. Inconstantes momentos de solidão e euforia,descanso e confusão...
Sentes-me lá no alto? Naquele alto dentro de ti?
É nesse calor que quero permanecer.
Ora me puxas para ti...ora me afastas...queres-me e ao mesmo tempo não me queres. Oscilas entre a meiguice e a frieza...mas eu continuo aqui.
Uma voz suave,um cuidado entre as palavras...e adormeço em manto de linho...ali estou eu frágil e vulnerável ao frio da noite.
Ir contra tudo e contra todos é fácil.
Difícil é ir contra nós mesmos..

quarta-feira, 17 de março de 2010

2408.


Consome-me mas não me desgastes,

Quero que o faças mais vezes...

Leve cheiro a maresia que me invade

Densa névoa que me percorre...

Tenho asas para voar,

Acompanha-me...

Mostra-me onde me leva este caminho,

Quero sentir a globalidade desse incondicional que tantos por aí falam

Rebelde raio de sol que insiste em permanecer

Mesmo quando a trovoada marca presença e se avizinha tempestade.

Ilusão que me domina,

Realidade que me move...

Adrenalina que me percorre

Força que me transparece!



terça-feira, 16 de março de 2010

The Promise



Senta-te
E ouve o que tenho para te dizer.
Entendes-me quando fico em silêncio?
Observa o meu olhar,
Reconheces o brilho?
Agarra a minha mão e sente o quanto está fria,
Sentes-te capaz de aquecê-la?
Abraça-me de forma a sentir o bater do teu coração,
Conseguirão os teus braços envolver-me por completo?
Tira a máscara,
Para mim não precisas de fingir ser quem não és
Despe-te de orgulho e de constrangimentos,
Deixa-te de clichés ou filosofias,
Prefiro-te ao natural.

"I always hold a place for you in my heart"

segunda-feira, 15 de março de 2010

It’s not goodbye



Now what if I never kiss your lips again
or feel the touch of your sweet embrace.
How would I ever go on?,
without you there’s no place to belong
Well someday love is going to lead you back to me,
but till it dose I'll have an empty heart.
So I'll just have to believe some where out there your thinking of me

Till the day I'll let you go,
until we say our next hello its not goodbye.
Till I see you again
I'll be right here remembering when.
And if time is on our side
there will be no tears to cry on down the road
their is one thing I can't deny its not goodbye

You think I'd be strong enough to make it trough
and rise above when the rain falls down.
But it’s so hard to be strong when you've been missing somebody so long
It’s just a matter of time I´ sure,
well time takes time and I can't hold on,
so wont you try as hard as you can
put my broken hearth together again?

Till the day I'll let you go,
until we say our next hello its not goodbye.
Till I see you again
I'll be right here remembering when.
And if time is on our side
there will be no tears to cry on down the road
their is one thing I can't deny its not goodbye

It’s not goodbye.....
Till the day I'll let you go,
until we say our next hello its not goodbye.
Till I see you again
I'll be right here remembering when.
And if time is on our side
there will be no tears to cry on down the road
their is one thing I can't deny its, not goodbye
Its not goodbye
Till i see you
I'll be right here remembering when
Time is on our side
No more tears to cry
And I cant deny
It’s not goodbye
no more tears to cry

It’s not goodbye.

segunda-feira, 8 de março de 2010

21.Palavras soltas...

O que é a paixão?
Consegues definir
O imenso
Tesão
És capaz de sentir?
O choque intenso
A me confundir
Mergulhar
Ou fugir?
Aproveitar
Ou amargar?
Prazer ou decepção?
Amada
Ou usada?
Paixão...
Te amo, te uso
Escrevo e abuso!

Bebo um chá,envolvo-me na música ambiente e contemplo-te...Reconheço a tua voz,o teu andar e pouco mais...estás tão diferente. Limitas-te a dizer o que o orgulho manda e não a verdade...será medo? Será orgulho? Não me olhas nos olhos...porquê?
Perdemos a capacidade de confiar mas nunca a de amar,soa a cliché mas é a realidade.
Entregamos o coração e muitas vezes até a vida em prol do que acreditamos ser verdadeiro,inabalável e eterno...Isso faz-nos viver a felicidade na sua plenitude como pássaros na Primavera mas...chegando o Inverno,nem todos sobrevivem.
Eu morri e por muito te querer,talvez pudesses dar-me um lugar qualquer mais adiante,despir-te de pudor por um instante e deixa-lo cobrir-me como num manto...

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Dancing



Time is gonna take my mind
and carry it far away where I can fly
The depth of life will dim my temptation to live for you
If I were to be alone silence would rock my tears
'cause it's all about love and I know better
How life is a waving feather

So I put my arms around you around you
And I know that I'll be leaving soon

My eyes are on you they're on you
And you see that I can't stop shaking
No, I won't step back but I'll look down to hide from your eyes
'cause what I feel is so sweet and I'm scared that even my own breath
Oh could burst it if it were a bubble
And I'd better dream if I have to struggle

So I put my arms around you around you
And I hope that I will do no wrong
My eyes are on you they're on you
And I hope that you won't hurt me

I'm dancing in the room as if I was in the woods with you
No need for anything but music
Music's the reason why I know time still exists
Time still exists
Time still exists
Time still exists

So I put my arms around you around you
And I hope that I will do no wrong
My eyes are on you they're on you
And I hope that you won't hurt me
So I put my arms around you around you
And I hope that I will do no wrong
My eyes are on you they're on you
And I hope that you won't hurt me


terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

A magia !!

Fosse ao cair da noite ou sobre o sol escaldante
Estavas ali,á mercê do meu toque, da minha respiração e...
A ansiedade,o medo...
Aquela adrenalina provocada pelo nervoso
Tomava conta de nós.
Conseguia sentir "as borboletas na barriga"
Como uma miúda no seu primeiro dia de escola..
Alcoolizada de emoções e sensações ali estava eu subjugada,
ao prazer,ao amor,há intensidade,
de forma tão recíproca que parecia surreal...
Toda essa personalidade autoritária desabou,
Não havia mais lugar apenas para ti ou para mim mas sim para nós...
O mundo pertencia-nos,
A empatia era evidente...
Subo ao cume da montanha e volto a sentir-me...!

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

A música toca,o sol tenta esgueirar-se por entre as nuvens que teimam em ficar;
O pensamento entra em rota de colisão e sigo em direcção ao mar;
Esse que me acalma,que me fortalece e traz recordações;
Conduzo sem tomar muita atenção, estou fora dali....
Fora de tudo o que me rodeia e parece que vou a exorcizar-me.
Finalmente chego ao destino,está vazio como eu queria,
Sento-me nas pedras e observo as ondas fortes e revoltadas,
Apetece-me que elas me respondam mas sem sucesso.
Oiço o som de uma guitarra e viajo nas suas notas,
Ao mesmo tempo que começo a desfolhar um livro
Bastaram apenas algumas linhas,para que
Algumas coisas passassem a fazer sentido...

Tudo isto será um ajuste de contas,uma confissão,um grito de revolta ou um lamento de tristeza?



segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Sento-me..Observo o que me rodeia...
Indiferente a todo este turbilhão,oiço a minha consciência...
É altura de agir e procurar por essa tal bússola,
por esse caminho que me aguarda pacientemente.
Apetece-me abrir os braços e sentir-me voar,
sentir aquela adrenalina que nos possui,que nos move
Que nos faz sentir vivos!
Esboço um sorriso e de novo recupero o brilho no olhar...
E tu,como sempre vens como a brisa num dia de muito calor,
Suave e refrescante...
Uma pétala,um bocado de papel rasgado,
Uma palavra escrita ao contrário para que não se perceba,uma gargalhada,
Um desabafo,uma lágrima acompanhada de outra,

Amor e intensidade!

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Escondo-me nas entrelinhas...não quero ver,cheirar ou sequer sentir...quero ficar assim até tudo passar. As lágrimas correm mas...não trazem o alivio que necessito.Corro mas...em que direcção? Para onde?
Não quero conselhos,não quero ouvir..somente estar...tentar sentir a paz vinda não sei bem de onde e que não chega a mim.
O que faço eu agora?
Esqueço-me ou fujo?
Traio a minha auto confiança e sento-me,sinto-me fraca...

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Oiço-te e deixo-me levar pela melodia doce da tua voz,
Vejo-te sem que saibas que ali estou e ali permaneço imóvel...
controlada pelo impulso,pela vontade de te ter de novo.
Tocas o meu corpo como se não houvesse amanhã,
os teus lábios apoderam-se dos meus numa dança interminável e...
Volto a sentir,a sentir aquela tua forma única e intensa de me agarrar
enquanto correspondes há minha sedução
Como se toda a vida te tivesse pertencido.
Impiedoso,corre-me um arrepio na espinha...
E procuro-te,procuro-te na esperança de matar esta vontade sedenta de te voltar a ter...
A música acaba e eu volto a mim,o silêncio determina o regresso há realidade.